SP minduim

sp-amendoin2_cooltura-urbana

“O mundo é pequeno pra caramba
Tem alemão, italiano, italiana
O mundo, filé à milaneza
tem coreano, japonês, japonesa”

Diria Zeca Baleiro. E se o mundo é pequeno pra caramba…imaginem SP!
Sim, eu afirmo com toda a certeza que São Paulo é do tamanho de um amendoim! (nham..que vontade daquele amendoim de Dores-SE *_*)
Alias, falando em Dores-SE…é a cidade onde minha vó mora, no interior de Sergipe. Desde pequeno passo parte das minhas férias lá. É uma cidade de interior como todas as outras: calçadão, praça da igreja matriz onde todo mundo vai bem vestido no sábado a noite pra xavecar geral, feira cheia de gente, histórias bizaras, doidos locais e tudo que uma pequena cidade de interior tem direito. Quando vou pra lá passo os dias deitado na rede, tocando violão e/ou ouvindo música…e claro, comendo até sair rolando!
Uma coisa que sempre me desagradou lá é o fato de todo mundo conhecer todo mundo! As pessoas cuidam das vidas umas das outras…e como meu vô era muito conhecido na cidade (tem até agencia do BANESE com o nome dele =D hehe), as pessoas tinham uma curiosidade especial sobre “os filhos de Fátima, de seu Joãozinho, que moram em SP” ¬¬. Me incomodava mesmo! Eu morria de saudade daquela sensação de estar andando em plena Avenida Paulista no meio de completos estranhos, onde ninguém me conhece!

…mas é assim mesmo?

Depois de muitas experiências estranhas, bizarras e inacreditáveis que vivi em São Paulo, a 4ª cidade do mundo (confere?), digo que sim, SP é enorme…mas ainda assim, é do tamanho de um amendoim!
Uma experiência recente me fez voltar a pensar nisso tudo. Recentemente, conheci a Mari pelo Flickr, ela tem um trabalho muito legal através da marca LuckyLucy..mas isso é assunto pra um próximo post. Enfim, comecei a falar com ela por causa do trabalho dela, to bastante curioso sobre tecnicas de customização e tal, aí papo vai, papo vem…descobrimos que o namorado dela é meu vizinho! Hahaha! Ele mora num predio do lado do meu predio! Cara, inacreditavel!

Inacreditavel, mas não novidade.

Meu, eu já fiz amizades mil dos jeitos mais bizarros e paulistanos possíveis! Minha primeira amizade de ônibus foi a Flavia, quando eu tinha uns 14 anos. Ela sempre pegava o mesmo bus que eu de manhã…eu sempre ficava intrigado porque ela carregava uma pasta A3, que eu imaginava conter desenhos. Um dia, ela resolveu dizer OI. A partir dai nos tornamos amigos…e hoje em dia sei que elá está formada em Moda, casada e tem um filhinho. Muito legal!
A partir daí, minha vida tem sido formada (também) por uma série de histórias de coincidencias inesperadas. Tais como:

– Fazer amizade com uma menina que pegava o mesmo bus que eu pra voltar do colégio.Alguns meses depois fazer amizade com uma outra menina que eu descobri ser irmã dessa primeira! haha. Fiquei muito amigo das duas!
– Fazer amizade no metrô com gente que eu descobri fazer a mesma facul e mesmo curso que eu;
– Encontrar com um amigo de msn nas ruas gélidas de Balneário Camboriú-SC, numa semi-madrugada andando na rua;
– Ser visto andando na beira da praia de Porto de Galinahas-PE com a minha irmã por uma menina do meu orkut;
– Ter meu nome chamado (vindo de dentro de um ônibus em movimento) por uma pessoa que eu só conhecia no orkut;
– Conhecer pessoas em lugar um A que conhecem pessoas em comum de um lugar Z;
– Ter amigos de outros estados que conhecem pessoas que eu conheço aqui em SP e não tem a menor ligação com o fato de nos conhecermos;
– Uma amiga que estudou comigo na 4ª série, ai se mudou pra Recife-PE e acabou estudando com a minha prima na 5ª série;
– A pessoa que conheci por um acaso, vi no shopping por um acaso e depois (não por um acaso) apareceu na exposição do meu TGI haha;
– E claro, a namorada pra quem eu pagava pau há 4 anos atrás no curso de inglês e hoje..bem, eh minha namorada! *_*

E assim eu poderia seguir contando mais uma penca de casos bizarros! Ah claro..e tem as figuras estranhas que nem conhecemos e encontramos em todos os lugares da cidade:

– O cara da calça xadrez que passa sempre por mim de manhã e no final da tarde, mas também já vi em mais um monte de lugares completamente longes da Vila Madalena;
– A tiazinha que mora perto de onde eu trabalho e trabalha perto de onde eu moro;
– O gordinho estranho do metrô que tá sempre com a mesma bermuda e a mesma camiseta preta de rock band;

E quem não tem historias assim? Quem nunca encontrou um amigo em plena Praça São Bento, no mosh da estação da Sé ou na 25 de Março lotada? Hahah quem nunca encontrou um conhecido numa viagem de ônibus para uma outra cidade?
Num tempo onde tudo é relativo, até a enormidade de SP é relativa. É uma cidade gigantesca, viva e visceral…um organismo vivo! Mas é também a cidade onde vivem a maioria das pessoas que conhecemos…e não é improvável encontrá-las por aí, basta abrirmos os olhos, prestar atenção…nos tornarmos sensíveis a cidade e seus indivíduos…lembrando que somos também parte da massa.
Provavelmente eu também sou alguém que outro alguém que passa por mim todo dia descreve como o carinha baixinho, meio gordinho, de cabelo espetado, oculos e mochilona que ta sempre com pressa e ouvindo música.
As coisas ficam engraçadas quando invertemos o espelho, não?

E você, meu caro amigo ser-urbano…que experiências tem pra compartilhar? Vc por um acaso é uma dessas pessoas que eu citei e nem faço ideia de quem seja? Vc tem seus próprios personagens urbanos estranhamente familiares? Compartilha tudo, amigão…isabele-se nessa viagem confessional de auto-conhecimento hehe. Em outras palavras: comenta aí!😉

% Johnny

~ por coolturaurbana em 23 de abril de 2009.

5 Respostas to “SP minduim”

  1. hahaha eu não tenho nem o que falar né? sou a maior pessoa sociável das redes urbanas…sempre querendo fazer amizades ou mostrar pras pessoas do meu cotidiano que eu existo e sei que elas estão ali. Fico imaginando se tem gente que tem uma rotina diária mas mesmo assim deixa tudo isso passar desapercebido. Se sim, que vidinha chata né? Andar de ônibus e ficar pensando nos problemas do trabalho, na família ou qualquer outra coisa que não seja nas pessoas que estão a sua volta. Acho um pouco triste. Eu sei me divertir enquanto volto pra casa de ônibus lotado, mesmo que isso pareça a coisa mais chata do mundo! Claro…temos dias ruins também né? Ontem por exemplo eu estava tristinha, sentei num canto do ônibus na janela e chorei. Sem olhar pra ninguém. Curti o meu momento de fossa e dps fiquei pensando: se eu fosse outras pessoas, ia fiar me olhando e pensando: poxa..pq será que ela está chorando? e inventaria mil histórias na minha cabeça sobre o fato de ver uma menina chorando no ônibus :] ai, fim, eu falo muito! hahaha =** adorei o post!

  2. Eu e vc jo!
    nos conhecemos quando éramos criancinhas cabeçudas de 10 anos e fomos nos reencontrar 8 anos depois via orkut na comunidade do morandini que vem a ser o pai da sua namorada!

    GENTE!
    é mesmo um amendoim. um ovo.

    De codorna.

  3. Pois é Johnny… to ateh escrevendo um “Livro das coincidências” em páginas espalhadas do meu sketchbook com historias absurdas de coincidencias aqui em sampa… e realmente, eu trabalho na regiao dos jardins e nao tem um dia q eu saia do trabalho e nao trombe com alguem na paulista. =)

  4. preciso comentar do meu vizinho do meu predio antigo! hahahahaha, q eu entrava e saia do predio junto com ele, ja encontrei no onibus, e em varias ruas perto e longe da minha casa..ou da vez q eu te encontrei em Aracaju do nada? hahahaha bons tempos
    abracao nelson, saudades!

  5. […] o de chapéu!”. Fomos lá e descobrimos que ele é irmão de uma conhecida nossa (sim, vivemos no SP minduim do Johnny!), e é super gente boa! Tem 25 anos, faz Artes Plásticas na Belas Artes (eu e […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: